Mostrando postagens com marcador cabeça dinossauro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador cabeça dinossauro. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 22 de março de 2012

Titãs: Tocando Cabeça Dinossauro na integra, e fazendo história!


titãs programa do show autografado.JPGTITÃS

SESC Belenzinho, São Paulo/SP – (15/03/12)

Texto por Silvia Curado

Numa quinta feira em que o céu desabou sobre São Paulo, fomos convidados para conferir o famoso projeto do SESC Belenzinho, “Álbum” onde o Titãs tocou seu clássico álbum de 1986, Cabeça Dinossauro, em 8 noites consecutivas, com ingressos esgotados! (fomos á convite da produção da banda!).

Cerca de 600 pessoas – o SESC disponibilizava apenas essa quantia para cada noite – aguardavam, até que às 21h30, como o programado, a banda entrou com a faixa título (e obviamente a primeira do disco!), Cabeça Dinossauro – música que tem uma levada bem tribal e que se for parar pra pensar, estava anos luz de sua geração.

titãs por lp 4.JPGIncrível como o clima de nostalgia tomou conta! A verdade é que a maioria dos presentes, já era fã de carteirinha da banda, de longa data – a censura do show era de 18 anos! Mas mesmo assim, foi muito legal ver gente que nem era nascido quando o disco foi lançado, cantando aquelas músicas como se fossem hinos da geração atual.

De uma só vez, Branco Mello (vocais, baixo), Paulo Miklos (vocais, guitarra), Sergio Britto (vocais, teclados e baixo), Tony Bellotto (guitarra) e Mario Fabre (bateria) tocaram AA UU, Igreja (que tem uma das letras mais “black metal” que muita letra de black metal...), Policia, Estado Violência, A Face Do Destruidor, Porrada, Tô Cansado, Bichos Escrotos, Família, Homem Primata, Dívidas e O Que.

Incrível como essas músicas tem a cara de São Paulo! E Bichos Escrotos com certeza é o que de melhor foi feito no rock brasileiro! Também percebi que algumas dessas músicas soaram mais pesadas, muito mais rock’n’roll que o normal. E outra coisa, é que a banda me pareceu bastante empolgada e feliz de estar no palco, sem aquele ar de tédio que algumas bandas demonstram – que bom!

Uma breve pausa e eles ainda tocaram umas 13 músicas, entre elas, A Verdadeira Mary Poppins, Será Que é Isso Que Eu Necessito, Nem Sempre Se Pode Ser Deus, Diversão, A Melhor Banda De Todos Os Tempos Da Ultima Semana, O Pulso, Televisão, entre outras.
120322titas.jpgAté mesmo uma nova música foi tocada, chamada de Renata – que mostra uma pegada diferente dos últimos trabalhos, com uma levada de rock com umas influências de música brasileira.

No geral foi uma apresentação irretocável, onde o Titãs mais uma vez fez história, num projeto que promete se expandir para o resto do Brasil, e quem sabe, trazendo ex-Titãs na bagagem! Tomara! 

Matéria original e mais fotos: Rock Brigade