Mostrando postagens com marcador john lennon. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador john lennon. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Yoko Ono agradece a Paul McCartney por declaração sobre fim dos Beatles


A viúva de John Lennon, Yoko Ono, agradeceu ao ex-Beatle, Paul McCartney por sua declaração em que isentou-a de culpa na separação dos Beatles.
Yoko declarou ao jornal inglês The Guardian: “Eu achei que as pessoas já soubessem que eu não era responsável. Mas, de forma surpreendente, muitos ainda achavam isso. Ele foi muito corajoso, então eu gostaria de dizer: obrigado Paul, eu te amo. Nós te amamos.” 

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Paul McCartney: 'Yoko não pode ser culpada pela separação dos Beatles'

Em recente entrevista ao jornalista inglês, David Frost, o ex-Beatle, Sir Paul McCartney disse que a esposa de John Lennon, Yoko Ono, não pode ser culpada pela separação da banda em 1970 e ainda completou dizendo que John teria deixado a banda de qualquer forma.

Segundo Sir Paul: “Quando Yoko apareceu, John se sentiu atraído por ela pela seu lado alternativo, sua visão das coisas. Ela mostrou a ele outra forma de viver, o que foi muito atraente para ele. Então, era hora de ele sair, com certeza era o que ele ia fazer.

Com certeza ela não separou a banda. A banda estava se separando.

Eu não acho que John pudesse ter escrito “Imagine” sem a influência de Yoko, portanto não há porque culpá-la de nada.

A separação não foi uma coisa ruim. Nós deixamos um belo catálogo.”

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

John Lennon tem advertência em CD: “Este homem bate em mulheres.”

Semana passada, o cantor Chris Brown teve CDs marcados com um adesivo recomendando às pessoas que não comprassem a peça, pois ele agredia mulheres. O fato aconteceu na loja HMV, em Cambridge, Inglaterra. Hoje, a mesma ação foi flagrada em Manchester, em um exemplar do álbum Plastic Ono Band, de John Lennon.