Mostrando postagens com marcador suicidal tendencies. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador suicidal tendencies. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 13 de abril de 2012

SP: Man Or Astro-man? e Suicidal Tendencies tocam na Virada Cultural


A banda de hardcore Suicidal Tendencies tocará no palco Barão de Limeira. Foto: AFP
A 8ª Virada Cultural de São Paulo, evento com 24 horas de atrações artísticas que acontece nos dias 5 e 6 de maio, terá como principais atrações internacionais as bandas norte-americanas Man Or Astro-Man e Suicidal Tendencies, anunciou a organização do evento nesta sexta-feira (13). Os roqueiros do Alabama se apresentam às 22h30, no palco Barão de Limeira, enquanto o hardcore californiano tocará no palco da Barão de Limeira às 9h30. Completam as atrações estrangeiras os veteranos do jazz Lou Donaldson e Roy Ayres, respectivamente 21h30 e 0h no palco República.
A prefeitura espera receber até 4 milhões de pessoas, entre elas 300 mil turistas, mesmo número recebido no ano passado. A festa terá uma homenagem aos 30 anos da morte da cantora Elis Regina e outra pelo aniversário de 100 anos de Nelson Rodrigues. Entre as atrações nacionais, destaca-se o "Cabaré ao ar livre", com Gretchen, Rita Cadillac e a transexual Phedra de Córdoba. Além disso, se apresentam Gilberto Gil, Titãs, Os Mutantes, Arnaldo Baptista, Júpiter Maçã e Wander Wildner. A entrada para todos os eventos é franca.
Para garantir a segurança dos mais de 50 palcos no centro expandido, a Polícia Militar reforçará em mais de 10% o políciamento no local. Enquanto na Virada de 2011 1,8 mil homens estiveram fazendo rondas ostensivas, neste ano serão 2 mil homens presentes. Além disso, haverá a presença de PMs descaracterizados - isto é, sem farda ou armas - atuando como agentes infiltrados no público para identificar delitos. Segundo o comandante do Centro, coronel Marcello Prado, os policiais infiltrados não têm autonomia para fazer abordagens ou prisões a atuam apenas na identificação de focos.
Um dos crimes mais comuns durante a Virada é a venda do chamado "vinho químico", uma mistura de álcool etílico, corante e outras substâncias. A prefeitura afirmou ter apreendido 20 mil garrafas plásticas com o conteúdo no ano passado. O prefeito Gilberto Kassab informou que a prefeitura aplicará R$ 8 milhões na Virada Cultural. Ele admite que haverá problemas, mas que a prefeitura e os parceiros atuarão para contorná-los. "Problemas haverá, mas sempre menos que nos anos anteriores", disse.