Mostrando postagens com marcador velvet revolver. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador velvet revolver. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Duff e Duff: a relação entre o baixista e a cerveja


O baixista Duff McKagan confessou ao The Independent que se arrepende de não ter licenciado oficialmente seu nome para a cerveja preferida de Homer Simpson. “Um executivo da Fox entrou em contato comigo no final dos anos 1980. Ele disse que havia um novo programa que usou o meu nome em sua cerveja fictícia. Foi uma homenagem ao meu antigo apreço pela bebida. À época, sabia pouco sobre direitos de imagem e royalties, então deixei para lá. De repente os Simpsons explodiram. Poderia ter ganho uma grana extra, mas agora passou”.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Matt Sorum respondendo a crítica de Portnoy

Recentemente Mike Portnoy fez uma crítica a uma música do Guns N’ Roses no Twitter. “‘November Rain’ é um clássico atemporal. Mas porque Matt Sorum toca exatamente a mesma parte a cada 4 compassos (23 vezes, para ser exato)?”, indagou o baterista.

A resposta veio dois dias mais tarde. “Aquela parte foi ideia de Axl como uma frase musical a ser usada na trilogia completada por ‘Don’t Cry’ e ‘Estranged’. Use You Illusion 1 e 2 venderam 20 milhões de cópias combinados”.
E finalizou com uma dica. “Lembrem, garotos, tocar bateria não é fazer viradas mirabolantes e espancar pratos. Perguntem a Charlie Watts, Ringo Starr e Phil Rudd”.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Slash nega volta de Scott Weiland ao Velvet Revolver


Durante aparição na rádio 93X, em Minneapolis, Slash declarou não estar sabendo de uma reunião do vocalista Scott Weiland com o Velvet Revolver. “Não tenho nenhuma intenção de voltar agora. Estarei em turnê o ano inteiro. Vou ligar para Duff, mas duvido seriamente que haja alguma verdade nestes comentários. Não queremos voltar ao passado”.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Scott Weiland fala sobre novo álbum do Stone Temple Pilots e de retorno ao Velvet Revolver


O imprevisível Scott Weiland revelou que pretende lançar um novo álbum com o Stone Temple Pilots e, de quebra, adiantou que poder voltar a cantar paralelamente no Velvet Revolver. O frontman retornou ao Stone Temple Pilots após uma briga tensa com os membros do Velvet em 2008, que por sinal estavam/estão procurando um novo vocalista para a banda.
"Se Maynard [James Keenan] pode fazer isso com A Perfect Circle e o Tool, então não há nenhuma razão para eu não fazer o mesmo com ambas as bandas", disse Weiland à Rolling Stone.

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Scott Weiland: disposto a uma reunião do Velvet Revolver


O VELVET REVOLVER se reuniu com o vocalist do STONE TEMPLE PILOTS, Scott Weiland, para uma performance única no "Love You Madly: A Concert For John O'Brien" em janeiro, no House Of Blues em West Hollywood, Califórnia. A banda tocou um set de 4 músicas – incluindo um cover do clássico "Wish You Were Here" do PINK FLOYD — no evento, que prestou tributo ao compositor premiado pela ASCAP, John O'Brien, que foi encontrado morto em um quarto de hotel em Chicago em agosto.
Quando perguntado pela RollingStone.com se ele estaria aberto a uma reunião completa do VELVET REVOLVER em algum momento, Weiland disse, "Sim, definitivamente estaria, em algum momento. Se o Maynard [James Keenan] consegue isso com o A PERFECT CIRCLE e o TOOL, então não há razão nenhuma pela qual eu não deveria seguir com as duas bandas [STONE TEMPLE PILOTS e VELVET REVOLVER]".
Falando a Frankie DiVita, personalidade do rádio na 96.7 KCAL Rocks, no show do NAMM (National Association Of Music Merchants) de 2012, o baterista do VELVET REVOLVER, Matt Sorum, declarou o seguinte sobre a experiência de tocar com Weiland, "Foi legal, cara. Não tocávamos juntos há muito tempo. Ele passou algumas músicas. Nós tocamos apenas umas três músicas. Mas foi legal estar no palco e tocar de novo. Foi como andar de bicicleta. Todos se divertiram e nós levantamos fundos por uma situação bem triste. O John O'Brien faleceu e deixou uma esposa grávida e mais um filho. E muita gente apareceu no show... Foi incrível".
Ele acrescentou, "Nós nos divertimos. O Scott e eu acertamos umas coisas nos bastidores e conversamos, e isso foi legal. Ele chegou pra mim e foi realmente humilde e bacana. Porque as coisas acontecem quando você está na estrada e as pessoas ficam cansadas e falam merda. Tudo cai na internet agora; você não escapa de nada".
"Estando no music business tanto tempo como eu, eu ainda estou aprendendo. Ficamos na estrada 18 meses. E ficamos cansados e aconteceram coisas. Há muita pressão. Você acha que sempre iria querer fazer de forma diferente, mas as coisas são como tem de ser; não dá pra explicar".
"Nós fizemos uns bons discos [com o Scott]. O segundo disco ['Libertad', de 2007] não fez tanto sucesso quanto o primeiro ['Contraband', de 2004], mas acho que é um disco bacana também. Eu gostei de muita coisa daquele disco, e de ter trabalhado com o Brendan O'Brien [produtor]. O primeiro disco, obviamente, foi um enorme sucesso para nós".
Quando perguntado se há alguma chance do VELVET REVOLVER trabalhar com Weiland novamente, Sorum disse, "Eu não sei... Vamos ver o que acontece. O Slash [guitarrista do VELVET REVOLVER] está com a agenda cheia por um ano pelo menos [fazendo turnê por seu próximo álbum solo], então eu não sei o que vai acontecer, para ser honesto. Nós não discutimos isso... Eu não sei... Não sei dizer. Isso não foi discutido, na verdade, então eu não quero falar sem saber".
Falando por que foi tão difícil para o VELVET REVOLVER encontrar um substituto para Weiland, Sorum disse, "Estávamos tentando [encontrar um novo vocalista ano passado], mas não deu certo... Tínhamos o Corey Taylor [do SLIPKNOT e STONE SOUR] que veio e compôs músicas conosco; isso é bem sabido. Fizemos umas músicas, e não deixou ninguém extasiado. Então nós basicamente pusemos o pé no freio. Acho que eu estava animado em dar prosseguimento, mas talvez isso fosse mais uma empolgação do que outra coisa... Acho que foi legal, mas o Slash não curtiu. E se não estivermos em um consenso, nós normalmente não seguimos... Nós respeitamos isso, sabe".
O setlist do VELVET REVOLVER na performance de 12 de janeiro com Scott Weiland no evento "Love You Madly: A Concert For John O'Brien" foi o seguinte:
01. Sucker Train Blues
02. She Builds Quick Machines
03. Slither
04. Wish You Were Here (cover do PINK FLOYD)
Veja abaixo imagens gravadas por fãs da performance do VELVET REVOLVER na íntegra.
Weiland reuniu-se com sua banda original, STONE TEMPLE PILOTS, logo quando sua participação no VELVET REVOLVER estava chegando ao fim. O STP tem estado constantemente em turnê desde então e gravou um novo álbum em 2010.
Performance no "Love You Madly: A Concert For John O'Brien":


Fonte: 
 blabbermouth.net 

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Velvet Revolver lançará DVD ao vivo



O Velvet Revolver irá lançar um DVD ao vivo no dia 25 de Maio. 

Intitulado "Let It Roll - Live In Cologne" o show foi gravado no Palladium em Colônia em Março de 2008 e apresenta a banda com o line up: Scott Weiland (vocal), Slash (guitarra), Duff McKagan (baixo), Dave Kushner (guitarra) e Matt Sorum (baixo). 

Confira o tracklist de "Let It Roll - Live In Cologne" 01.Let It Roll
02.She Mine
03.Do It For The Kids
04.Just Sixteen
05.Big Machine
06.American Man
07.Vasoline
08.The Last Fight
09.Interstate Love Song
10.Patience
11.She Builds Quick Machines
12.Get Out The Door
13.Fall To Pieces
14.It’s So Easy
15.Set Me Free
16.Mr Brownstone
17.Sex Type Thing
18.Slither

Site relacionado: www.velvetrevolver.com

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Slash: falando de Velvet Revolver e Hall of Fame


Prestes a lançar seu novo álbum solo intitulado "Apocalyptic Love", Slash, o ex-guitarrista do Guns N' Roses, explica porquê a formação original da banda não tocará no Rock and Roll of Fame.
"Este é um assunto que estou morto de cansaço de tanto falar", disse o guitarrista em entrevista à Rolling Stone. "Todos estão me perguntando o que vai acontecer, e eles sabem tanto quanto eu. Sinto que sou totalmente obrigado a estar presente e eu gostaria de tocar, mas é algo que simplesmente não irá acontecer por qualquer motivo".
"Ele realmente me odeia", desabafou Slash sobre Axl Rose. "Eu não sei o que acontece. Simplesmente não há comunicação entre nós. Eu falo com Duff e Steven, mas quando se trata do antigo Guns, ninguém toma decisões".
Sobre o futuro do Velvet Revolver, o músico afirmou que a banda "está ativa", mas que por enquanto não encontraram o vocalista ideal.
"Houve um ensaio com Corey", contou Slash sobre a possível inclusão do vocalista do Slipknot na banda. "Foi uma sessão de composição e nada realmente rolou. É mais culpa minha do que de qualquer outra pessoa, eu pensei, 'Não sei se isso é o caminho'. Corey é obviamente um frontman do caralho e ele é um grande cantor, mas é um estilo diferente do que eu tinha em mente para o Velvet".
Por enquanto, nada de formação original do Guns, nem álbum novo do Velvet Revolver.

Fonte: Rockline